em ,

Derriços. Doçaria conventual de Portugal!

DERRIÇOS
Derriços

Estes bolos, tal como os Melindres e as Súplicas, entre outros, são doces que se incluem na lista de receitas mais simples criadas no mosteiro do Lorvão, em Penacova.

É curioso notar que o nome destes doces, à semelhança de tantos outros que integram a doçaria conventual, têm um caráter mais profano do que devocional, como seria esperado. Derriço pode referir-se a um “gracejo ou chacota”, como a uma “pessoa que namora ou é namorada” (in dicionário Priberam).

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de canela
  • 500 g de açúcar
  • 500 g de farinha de trigo com fermento
  • 6 ovos
  • sumo de 1 limão

Confeção:

Misture muito bem o açúcar, os ovos, a canela e o sumo de limão, até atingir uma massa consistente.

Acrescente a farinha e volte a mexer até a massa ficar ligada. Deixe repousar um pouco.

Unte formas pequenas com manteiga e polvilhe-as com farinha.

Deite a massa nas formas e leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, até os derriços ficarem dourados (cerca de 25 a 30 minutos).

Fonte da receita: http://freguesiadelorvao.pt

Foto meramente ilustrativa.

Caçoilinhos do Vouga

Tutano do Céu (Portalegre)